quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

Dores na coluna podem ser sinais de "postura pobre"


Dores nas costas, dores de cabeça frequentes e tensão muscular são alguns dos sintomas que atingem várias pessoas depois de um dia longo de trabalho e estudos. Mas o que muitos desconhecem é que esses incômodos podem ser resultados de uma postura pobre. Causada por fraqueza muscular crônica generalizada, que é resultado do sedentarismo da maioria da população.

"Desde cedo devemos cuidar dos nossos músculos. Fortalecendo-os para que nosso envelhecimento seja o mais saudável possível. Como o metabolismo corporal funciona bem quando a musculatura está bem, nunca devemos nos esquecer de pelo menos, três a quatro vezes por semana praticar uma atividade que nos traga tônus muscular. É como escovar os dentes, ou seja, manter a musculatura forte é fundamental para nossa qualidade de vida na velhice", afirma o ortopedista Vicente Carlos Franco Macedo, membro da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia - SBOT.

O especialista conta ainda que a educação postural começa na infância. "É só lembrar o que fazíamos naquela época. Corríamos, brincávamos e etc. A musculatura estava em constante fortalecimento. Já na vida adulta paramos tudo." diz.

Nos adultos, alguns cuidados podem prevenir futuros desconfortos na coluna. "As pessoas precisam adaptar a musculatura ao local de trabalho. Manter uma boa postura e a cadeira, por exemplo, precisa ter altura adequada para que os pés se apóiem no solo e o encosto deve acompanhar a altura das costas", explica.

Um dos objetos de trabalho, vilões da má postura são os equipamentos portáteis, como os notebooks e celulares que podem ser usados em qualquer lugar, sem uma postura adequada.

Mas as dores na coluna, não são consequências apenas de quem trabalha. Os jovens que passam um longo tempo na escola ou em casa estudando também sofrem com o problema. "Passar longas horas sentados nas cadeiras de escolas, ou estudando deitado ou no sofá, nos jovens não causam apenas dores posturais, podendo evoluir até para casos mais sérios como desvios na coluna em pessoas que ainda estão em fase de crescimento", conta o médico.

O cuidado com a postura deve se estender também nos horários de lazer. "As pessoas que sofrem com as dores posturais, precisam procurar um especialista para diagnosticar a atividade adequada para ela, além de fazer uma reeducação postural. O simples ato de levantar, a cada 40 minutos, para descansar o corpo da posição em que estava já ajuda a reduzir futuras dores", diz.

Texto: Aline Morais
Fonte: Saúde em Movimento

3 comentários:

Xampa disse...

salve brou.
cara, tenho uma hernia na lombar e já sofri muito. mas, muito mesmo.
Depois de alguns sofrimentos, hj vivo sem dor. Numa boa.
Mas, o que faço:
. acompanho a postura.
. mantenho o peso.
. me alongo.
. fortaleço o CORE.

E a corrida? Não dá nada. Fico com dores se ficar uma hora em uma fila, mas sem dores se correr 1 hr.

Abs.

Marluce Fagotti disse...

Assino em baixo o que o Xampa deixou aí: Depois que comecei a correr, minhas dores na lombar ficaram nas pistas. Abraço, Marluce

Joka disse...

Tb acho esse lance de postura fundamental. Abraço hermanos